Cristiano Mariotti

cristianomariottiMestre em Ciências em Sistemas Computacionais, Consultor e Professor em TI, é colunista do portal supervasco.com. Carioca de família portuguesa, nascido e criado em Jacarepaguá, adotou São Januário como segundo lar e leva a cruz-de-malta no peito desde que nasceu.

 



Um castigo ao pecado de se autoenganar!

Logo após a vitória sobre o Sport Recife na última quarta-feira, pelas redes sociais eu já debatia com companheiros que consideravam o empate contra o Atlético-MG um ótimo resultado. Justamente, esse era meu contraponto principal a esse pensamento: não discordando de suas opiniões (até mesmo porque não deixaria mesmo de ser um ótimo resultado) mas considerando que se entrássemos com esse pensamento diante da equipe mineira, fatalmente perderíamos o jogo. Pois já experimentei vários casos desse tipo, e a velha máxima do futebol que “toda covardia deve ser castigada”.

Leia mais:Um castigo ao pecado de se autoenganar!

Cartas na mesa após mais um ano de gestão...

Dois de agosto de 2011. Passado UM ANO após a reeleição do Presidente Roberto Dinamite – até hoje muito contestada por um grupo político que optou por ficar de fora e alvo de tentativas de anulação por via judicial, os sócios e a torcida do Vasco ainda esperam pelas melhorias outrora prometidas. 

Fazendo uma breve análise de um ano da segunda gestão de Roberto Dinamite, o ponto-forte ainda é o futebol profissional. Em se tratando de esportes amadores, muito pouca coisa mudou. Projeto para o Basquetebol não foi dado prosseguimento, o Remo depende ainda de ajuda de abnegados e de poucos recursos para conseguir entrar nas competições como figurante e não mais como protagonista conforme o Vasco foi um dia, e outros esportes sequer são cogitados em desenvolver-se um projeto para revitalizá-los. As finanças vascaínas continuam debilitadas e os patrocínios pontuais que entram são poucos para cobrir os passivos outrora gerados pelos mais variados motivos. Felizmente, o marketing do clube tem tudo para caminhar bem melhor do que antes, mas para tanto algumas considerações devem ser feitas, e sobre isso, mais adiante lhes explico.

Leia mais:Cartas na mesa após mais um ano de gestão...

As evidências que nos permitem acreditar!

Nos últimos dois jogos, o Vasco conquistou quatro pontos longe de seu domínio (estádio de São Januário, onde a cada dia mais me convenço que é nosso “porto seguro” e o local onde, definitivamente, nós teríamos que cobrar com mais afinco que clássicos como contra o Botafogo cujo mando de campo era nosso fosse realizado lá). Somando-os aos vinte e seis pontos que tínhamos até meu último texto postado nesse espaço, já são trinta pontos em treze jogos, ou seja, disparado o melhor início de campeonato brasileiro na era de pontos corridos.

Leia mais:As evidências que nos permitem acreditar!

Gostou? Então compartilhe!

Quem está nos visitando