Cristiano Mariotti

cristianomariottiMestre em Ciências em Sistemas Computacionais, Consultor e Professor em TI, é colunista do portal supervasco.com. Carioca de família portuguesa, nascido e criado em Jacarepaguá, adotou São Januário como segundo lar e leva a cruz-de-malta no peito desde que nasceu.

 



Ordem restabelecida!

Sensacional! Simplesmente, esse é o sentimento que todos nós, seguidores da cruz-de-malta, estamos sentindo nesse momento!

O prélio remeteu-me aos anos 1990, nos confrontos entre Vasco e Flamengo em que havia muito equilíbrio, contudo os jogos eram bem mais disputados na base da emoção e na entrega, ao contrário do que estávamos acostumados a ver de uns tempos pra cá, com a mercantilização do futebol e o extremo profissionalismo, o que deixava dentro de campo o sentimentalismo um pouco de lado e as partidas estavam sendo encaradas com mais frieza. Talvez seja uma das poucas partes do amadorismo que gostaríamos que se mantivesse com o futebol administrado de forma profissional.

Leia mais:Ordem restabelecida!

AUTOREFLEXÃO

Uma das coisas que sempre me preocupei na hora de emitir minhas opiniões com relação aos mais variados assuntos – inclusive nosso amor incondicional em comum que é o Vasco da Gama – é levar aos leitores que me prestigiam uma visão reflexiva e realista acerca do assunto tratado, de forma a lhes dar embasamento para tiradas de suas próprias conclusões através de ponderações entre o sonho e a realidade dos fatos.

Conforme outrora já lhes expusera em texto anterior, o espaço é altamente democrático e a crítica construtiva de forma respeitosa é uma forma de aprendizado em que, através do princípio da sinergia, ambas as partes – autor e leitor – são agraciadas com o enriquecimento de ideias. E por essa primazia eu jamais irei me abster, sob pena de cair na "zona de conforto" ou de me fechar de forma irresponsável, ficando distante do que vivenciamos hoje em nosso mundo cada vez mais contemplado com a circulação de informações e a formação de conhecimentos a todo instante.

Leia mais:AUTOREFLEXÃO

A cura deve começar de dentro de nossa própria casa!

Há muito tempo, sabemos da suposta "podridão" existente nos bastidores do futebol brasileiro em geral, mais especificamente, do futebol carioca, onde os jogos têm sido mais ganhos fora de campo do que, propriamente, dentro. A uma semana atrás, por exemplo, levantei ao final de meu último texto o questionamento de o porquê de todos os clubes, exceto o Flamengo, jogarem em estádios como Aniceto Moscoso, Moça Bonita ou Godofredo Cruz? Estranhamente, somente esse clube tem o privilégio de fazer seus jogos em estádios mais brandos tanto em acomodação como em gramado, como Engenhão, Moacyrzão e Raulino de Oliveira.

Leia mais:A cura deve começar de dentro de nossa própria casa!

Gostou? Então compartilhe!

Quem está nos visitando